Prefeito diz para COPASA que contrato feito ao apagar das luzes de um mandato é prejudicial ao povo

Prefeito anuncia construção de 160 apartamentos populares em Pirapetinga
5 de maio de 2017
Faleceu Dr. Paulo de Souza Pacheco, compositor do hino oficial do município e autor do Livro “Rio do Peixe Branco” – História de Pirapetinga
15 de maio de 2017
Mostrar tudo

Prefeito diz para COPASA que contrato feito ao apagar das luzes de um mandato é prejudicial ao povo

Em reunião que aconteceu na tarde desta sexta-feira, representantes da COPASA (Companhia de Saneamento de Minas Gerais) vieram ao gabinete informar o prefeito de Pirapetinga que a empresa iniciou as obras de uma nova estação de captação de água no Rio Pirapetinga, mas não saíram sem ouvir do prefeito sobre sua insatisfação sobre a forma que a COPASA tem realizado a cobrança sobre tratamento de esgoto, um serviço que ainda não é prestado, onerando injustamente cidadãos e comerciantes, justo na conta de água, um item necessário e indispensável para a vida.

O engenheiro de obras da empresa, Sr. Paulo Farage e o responsável pelo sistema de abastecimento, Sr. Kilvan Muniz, justificaram as cobranças e saíram em defesa da empresa, informando que o que é cobrado a mais não é pelo tratamento de esgoto, mas sim pela manutenção da rede e diversos outros serviços que a empresa realiza e que geram custos. O Prefeito Enoghallinton reconheceu que a prestação de serviços da COPASA, no que tange a qualidade da água, é considerada satisfatória pois não tem gerado reclamações e inclusive o atendimento realizado pelos profissionais que a empresa tem no município é reconhecido como muito bom, no entanto, as justificativas da empresa para as taxas cobradas não convenceram o prefeito, que anunciou a convocação da população para uma audiência pública com outras autoridades municipais e representantes da COPASA, assim todos poderão cobrar e ouvir diretamente da empresa explicações sobre os serviços prestados e saberão que a prefeitura está do lado do cidadão para exigir que todas as obrigações legais sejam cumpridas e o cidadão não pague por um serviço que não usa e que mesmo quando vier a usar, após a construção da estação de tratamento de esgotos, que pague um valor justo e acessível.

Participaram da reunião, representando a COPASA, os Senhores Kilvan Muniz (responsável pelo sistema), Paulo Farage (Engenheiro de Obras), Carlos Faissal (Técnico do Meio Ambiente) e Adílson Ferreira (representante da empreiteira CONSTRULIFE, responsável pela obra da estação de captação de água) e representando o município de Pirapetinga, o prefeito Enoghallinton, o vice-prefeito Marquinho, os vereadores Tinha e Joel Firmino, o assessor jurídico do município, Dr. Luiz Cláudio e a procuradora do município, Drª Emanuela Mileti, sendo que os vereadores e o vice-prefeito não estavam no início da reunião, tendo sido convidados pelo prefeito quando este soube que estavam na prefeitura.

A data da possível audiência pública com a COPASA não foi definida, mas o prefeito espera que seja o mais breve possível e pediu que os representantes levassem esta informação aos seus superiores que também serão informados oficialmente através de ofício. Assim que esta data for definida, a população será informada.

1 Comentário

  1. Tamires Spósito disse:

    Lembre a eles a falta de água constante no Bairro Vitória e o relógio que continua rodando com a pressão de ar, pois já fiz vídeos e várias reclamações, e quando ligo para reclamar, dizem que eu tenho que comprar um equipamento para não permitir mais a passagem de ar até o relógio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *